Vivendo momento financeiro ruim, a Sauber não sabe se seguirá na Fórmula 1 em 2014. No passado, Bernie Ecclestone já interviu para ajudar equipes em dificuldades na categoria. Entretanto, apesar de torcer pela manutenção do time na próxima temporada, o chefão inglês descarta agir em prol de sua recuperação.

"Nós temos acordos que exigem que tratemos todas as equipes de forma igual", explica o dirigente máximo da F-1 à emissora suíça "SRF".

"Eles são um bom time e tenho certeza que há mais de um possível comprador", opina.

Para Ecclestone, outra solução seria a equipe encontrar patrocinador a curto prazo. "O ideal é que eles encontrem um novo patrocinador a longo prazo, mas seria bom até mesmo empresas que estejam dispostas a apoiá-los por um curto tempo", analisa.

Voltando a elogiar a equipe, Ecclestone não a culpa pela crise financeira e torce por um desfecho feliz no caso. "O time merece ser ajudado. Não quero imaginar a Fórmula 1 sem a Sauber. Existem outras equipes gastando mais do que tem", conclui.