Os três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro voltaram a acender a luz de alerta na Toca da Raposa. Chateados, os jogadores lamentaram os vacilos defensivos que decretaram o empate em 2 a 2 contra o Vasco, na noite desta quarta-feira (16).

“Mais uma vez deixamos escapar a vitória. Jogando dentro de casa a gente conseguiu virar um jogo complicado. Agora é obrigação ganhar da Chapecoense”, lamentou o atacante Alisson.

Na avaliação do técnico Mano Menezes, o empate foi justo. “Foi justo pelo o que aconteceu nos 90 minutos. Não iniciamos jogando bem. O Vasco com uma formação começou a ganhar bola de meio, a gente não conseguia encaixar, melhoramos, terminamos melhor e viramos. No segundo tempo, voltamos a sofrer, pagamos um pouco o preço de termos jogado muito tempo no clássico com 10 homens, vários jogadores faltaram o ímpeto força necessária para competir mais forte. Faltou competência para fazermos o terceiro gol”, analisou o treinador.

“Visivelmente sentimos o fato de ter jogado no clássico com um homem a menos. Isso vem no jogo seguinte, como às vezes, vem na terceira partida. Faz parte da campanha, passei tranquilidade a eles. Temos plena confiança que, no próximo jogo, faremos 90 minutos num ritmo tão forte quanto fizemos no primeiro tempo”, completou Mano.

Segundo ele, a reação terá que vir já na próxima partida, contra a Chapecoense. “Não foi maravilhoso, não está bom, mas temos que estar preparados para o próximo jogo, na casa deles e fazer um jogo melhor para termos condições de pontuar e sair dessa situação que estamos”, disse.

Para a partida contra a Chapecoense, domingo, na Arena Condá, Mano Menezes não poderá contar com o lateral direito Ceará, o volante Henrique e o atacante Vinícius Araújo, que levaram o terceiro cartão amarelo.

Para a vaga de Ceará, Fabiano deve ser o substituto, já que Mayke, a outra opção, está passando por recuperação física após período lesionado. Já no lugar de Henrique, Charles deve ser escalado. Vinícius Araújo não vinha atuando como titular.

Além dos três, que também pode desfalcar a equipe é o zagueiro Bruno Rodrigo, substituído ainda no primeiro tempo. “Ele disputou um lance e ficou no chão, sentiu e a gente ficou observando se dava para continuar. Ele enfrentou um lance de risco no ataque do Vasco e a gente viu que ele não tinha condição de continuar”, concluiu Mano.