Gilvan de Pinho Tavares já prometeu à China Azul que não vai economizar para deixar o Cruzeiro ainda mais forte em 2014, quando a Raposa terá a chance de brigar pelo tricampeonato da Copa Libertadores. No entanto, antes de abrir o cofre, o presidente estrelado terá que usar toda a sua habilidade para conter o assédio aos campeões brasileiros.

As especulações em torno de Éverton Ribeiro, o craque do Brasileirão, aumentaram nos últimos dias. A tendência é a de que seu nome faça parte de inúmeras listas de reforços mundo afora, neste fim de ano. A imprensa inglesa, por exemplo, divulgou que o camisa 17 estaria sendo observado por Manchester United e Liverpool.

Em julho deste ano, a diretoria azul recusou oferta de € 8 milhões (R$ 25,8 milhões), vinda do futebol árabe. O meia, por sua vez, disse que pretende seguir na Toca II. Ele tem contrato até dezembro de 2016, mas uma proposta irrecusável poderia convencer Gilvan de Pinho Tavares a negociá-lo.

Mayke "livre"

Situação diferente vive o lateral-direito Mayke, de 21 anos. Embora o representante do jogador e a cúpula celeste assegurem que um novo contrato será firmado em breve, legalmente, o jovem está livre para se transferir para qualquer time. Com um detalhe: sem nenhuma compensação financeira para o clube do Barro Preto.

O contrato do atleta terminou no último sábado, o que o impediu de atuar contra o Bahia. “Tive uma reunião prévia com o Cruzeiro e devemos finalizar tudo no fim desta semana. Vamos tentar ajustar um novo modelo de contrato. O antigo (de cinco anos) tinha algumas coisas que não agradavam muito ao Mayke”, explica o ex-jogador Fábio Mello, empresário do lateral.

Em junho, surgiu a notícia de que ele havia acertado a renovação até 2017, situação que não se confirmou. Embora não seja titular, Mayke se valorizou durante a campanha vitoriosa do Campeonato Brasileiro.

“Muito gente me consultou, grandes clubes do Brasil e do exterior, até mesmo por saber da ‘fragilidade’ do contrato. Mas, em momento algum, abrimos negociação. A prioridade total é do Cruzeiro. Não tenho dúvida nenhuma de que o clube vai reconhecer o bom trabalho que ele fez”, destaca Fábio Mello.

Apesar do futuro indefinido, o desejo do camisa 32 é permanecer na Raposa em 2014, quando terá a oportunidade de disputar a Libertadores. “Quero continuar no Cruzeiro”, diz.

Reforços na lateral, meio e ataque

A diretoria do Cruzeiro só falará em reforços após o termino do Campeonato Brasileiro, que ocorrerá no domingo. Um dia antes, a Raposa encerra sua participação na temporada, diante do Flamengo, às 19h, no Maracanã. No entanto, vários nomes estão sendo cogitados no tricampeão brasileiro. As posições mais comentadas são a lateral esquerda, o meio-campo e o ataque.

O meia Marlone, de 21 anos, é o que parece mais perto da Toca II. O negócio já estaria acertado, mas como o Vasco ainda luta contra o rebaixamento, a transferência não foi confirmada.

Para concorrer com Egídio na esquerda, Uendel, da Ponte Preta, seria a prioridade. O jogador de 25 anos tem sido um dos destaques da Macaca. O time campineiro foi rebaixado à Série B, mas está na final da Copa Sul-Americana.

O volante Jucilei, do Anzhi (Rússia), também interessa. No meio do ano, a Raposa sondou o atleta, mas o negócio não foi adiante, devido aos altos valores envolvendo a transação.

Os russos só aceitariam liberá-lo por € 5 milhões (R$ 16,1 milhões). O jogador tem 25 anos e está na Europa desde 2011, quando trocou o Corinthians pelo Anzhi.

Para o ataque, os nomes mais falados são Fred (Fluminense) e Barcos (Grêmio). Mais uma vez, a cúpula estrelada nega o interesse. Internamente, porém, comenta-se que o argentino seria o grande sonho do presidente Gilvan de Pinho Tavares para disputar a Copa Libertadores.