De forma exclusiva, o jornalista da Rádio Itatiaia e deputado estadual de Minas Gerais, João Vítor Xavier, obteve acesso ao contrato de fidelização entre a Minas Arena e o Cruzeiro, que permitirá ao clube estrelado utilizar o Mineirão até 20 de dezembro de 2037 (ou posteriormente, caso seja prorrogado o vínculo entre as partes). Alguns detalhes do acordo esclareceram as dúvidas dos torcedores e você pode conferi-los abaixo.

A Cláusula Quarta, por exemplo, indica que o Cruzeiro é obrigado a atuar no estádio e que as partidas deverão ser comunicadas com antecedência de dez dias. A ressalva fica para partidas da Copa do Mundo e das Confederações, na qual a arena tem de ser entregue com antecedência. Caso contrário, paga multa de R$ 2,5 milhões à Minas Arena, o mesmo ocorrendo em contrapartida por fechamento do estádio para shows e eventos. A Cláusula Quinta, por sua vez, afirma que o clube não paga aluguel para utilizar o Mineirão. Porém, 70% das desespesas dos jogos, tais como limpeza e logística, ficam a cargo da equipe. O restante fica a cargo da concessionária. 
 
Cláusula quarta aluguel
Pagamento Aluguel Cláusula quinta
Copá
Penalidades
Segundo a Cláusula Sétima e Décima Terceira, o Cruzeiro terá direito à receira de 54.201 ingressos, sendo que a concessionária arrecada com bilhetes das cadeiras VIP (210), camarotes (1.291) e cadeiras especiais (5.278). O clube também terá direito a uma área para seu museu e loja, além da arrecadação em estacionamentos, bares e lanchonetes no estádio. A Raposa ficará com um terço da renda líquida desses setores.
 
Ingressos 2 Cruzeiro contrato Minas Arena
Direito partida oficial Cruzeiro Minas ArenaIngressos
 
O Cruzeiro recebeu R$ 2 milhões da Minas Arena pela fidelização de contrato e praticará o preço mínimo de venda de entradas para o estádio por R$ 20.
 
Valor ingresso Minas Arena Cruzeiro Contrato
 
 
A multa rescisória do contrato de fidelização é de R$ 10 milhões.