O Atlético mudará a assinatura da camisa para 2016. Sai a parceria entre Puma e Fillon e entra a Dry World com a confecção da Rocamp. Entretanto, na viagem para os Estados Unidos, para a disputa da Florida Cup, a gigante alemã ainda estará presente na camisa alvinegra. A empresa canadense só irá inaugurar o novo manto na segunda rodada do Campeonato Mineiro, marcado em 6 de fevereiro, no Independência, diante da Caldense.
 
O motivo é a data do contrato da Fillon com o Atlético, que se encerra em 31 de janeiro. Assim sendo, a Dry World perderá a oportunidade de mostrar a primeira experiência no mercado brasileiro logo no quintal de casa. A Florida Cup acontecerá no começo do ano, durante a pré-temporada do Galo, trazendo dois amistosos para o clube: Schalke e Corinthians, nos Estados Unidos.
 
A Dry World é especializada em Rugby. Após fazer sucesso fabricando uma espécie de "película" impermeável para chuteiras do esporte, ela ganhou notoriedade no norte de América e promete chegar ao mercado nacional "chutando a porta". Além do Galo, o Fluminense deve fechar com a marca.
 
Segundo o presidente Daniel Nepomuceno, o contrato com o Galo será o segundo maior de material esportivo com clubes brasileiros. Só perdendo para São Paulo/Under Armor. Serão cerca de R$ 70 milhões para os cofres do Atlético, durante cinco anos de contrato (dois iniciais e mais três renováveis). No total, R$ 100 milhões.
 
A Rocamp, empresa de confecção de roupas do Paraná, é uma parceira da Lupo e foi responsável por fabricar a linha de vestuário do Atlético em 2013.