O Atlético é o time da virada. Esse lema, que acompanhou as últimas temporadas, é a esperança dos torcedores que dias melhores virão no Campeonato Mineiro e na Copa Libertadores, competições que o Galo vem atuando abaixo do esperado.
 
Uma das novidades para o jogo de amanhã, contra a URT, às 16h, no Independência, o voltante Josué salienta que tem um "elenco que é bem qualificado e que tem potencial para reverter situações complicadas", mas alerta que o time não pode se acostumar à essa situação.
 
"Não é sempre que vamos conseguir. O ideal é que esses momentos de queda não apareçam com tanta frequência, com um grupo mais regular e confiante", destaca Josué, que entrará no lugar de Leandro Donizete, barrado após reclamar de cansaço muscular.
 
Uma das razões para o jogador pernambucano não estar entrando em campo tanto quanto nas últimas temporadas tem a ver com esse momento do time. "Se estivéssemos numa posição mais confortável, certamente o Levir (Culpi) teria optado por uma formação diferente. Mas agora não podemos pensar em poupar ninguém".
 
Contratado pelo Atlético durante o Campeonato Mineiro de 2013, Josué registra que o clube até começou bem a temporada, mas que os últimos resultados não foram bons. "A gente tem que voltar a encontrar o caminho das vitórias e reconquistar a confiança", analisa.