O centroavante Diego Tardelli lamentou muito a chance claríssima perdida no segundo tempo, no empate por 0 a 0 contra o Cruzeiro neste domingo (6) no Independência. A primeira partida da final poderia ter terminado com vantagem alvinegra caso o camisa 9 não tivesse errado a boa jogada armada por Marion, com Fábio praticamente batido. O jogador foca o trabalho para reverter a vantagem do rival no domingo.

O lance aconteceu aos 18 minutos da etapa complementar. Após o bate-rebate, a bola sobrou limpara para Marion que avançou, invadiu a área e cruzou com açúcar para o atacante que, sozinho, mandou para fora. "A bola veio quicando e eu estava bastante confiante. Eu fiquei triste na hora, mas acontece. Foi mais um jogo bom e é clássico, a gente sempre espera bom jogo, com gols. Agora vamos nos preparar e descansar bastante para que a gente possa impor nosso jogo. Vamos com tudo para cima no domingo", explicou.

O camisa 9 sentiu a falta de Ronaldinho Gaúcho que, com dores no pé direito, ficou de fora do jogo. Coube a Guilherme e Marion municiar o ataque alvinegro, que teve poucas, mas boas chances de marcar, mas parou na boa fase de Fábio.

"Acho que, como venho jogando, com Ronaldo ou sem Ronaldo a minha função é essa, me movimentar bastante. Com o Ronaldo é melhor, mas eu estava bem a vontade hoje. Tivemos pouco tempo de descanso, os dois times estão cansados, mas nosso calendário é assim, sempre muito corrido", analisou.

Antes da segunda partida da decisão, o Galo tem o último compromisso pela Libertadores, na quinta-feira contra o Zamora, às 17h 30 no Independência.