Ao vencer o Málaga por 3 a 1, no último domingo, fora de casa, o Barcelona coroou em grande estilo o melhor primeiro turno de um time na história do Campeonato Espanhol. Como nada menos do que 55 pontos conquistados em 57 possíveis nessa primeira metade da competição, o clube catalão é o líder disparado da tabela, com 11 de vantagem sobre o segundo colocado, Atlético de Madrid, e 18 à frente do Real Madrid, o terceiro colocado. Porém, o técnico Tito Vilanova alerta que o time não pode se acomodar com a vantagem e o feito histórico que já assegurou.

O treinador, que voltou a dirigir o Barça do banco de reservas no último domingo depois de realizar viagem aos Estados Unidos para tratamento contra o câncer, fez vários elogios aos seus comandados após o novo triunfo, mas enfatizou que é preciso manter o nível de atuação e de motivação, apesar de a equipe de Messi ter uma larga de diferença de pontos a administrar.

"Os jogadores são muito bons. Estamos vindo de uma dinâmica dos últimos quatro anos e isso sempre ajuda, já que há muitos conceitos adquiridos. Além disso, os jogadores têm vontade de seguir ganhando", ressaltou Tito, antes de alertar: "Não somos invencíveis. Tudo que temos conseguido é por nosso esforço e vontade de ganhar. O dia em que baixarmos o nível, perderemos. Portanto, temos de tentar manter este nível".

O comandante ainda admitiu que será difícil repetir um segundo turno como o primeiro. "Não seria normal", reconheceu, lembrando em seguida que esta edição do Campeonato Espanhol ainda não foi conquistada pela Barcelona. "Temos uma vantagem impensável no início do ano, mas temos de seguir em frente. Não podemos parar por aqui. A Liga (Espanhola) não está ganha porque resta o segundo turno", completou.