América

O América passou por Athletico-PR, Falcon-SE e Botafogo até chegar à semifinal contra o Santos

O torcedor americano que tanto se orgulha do “DNA formador” do Coelho inicia 2022 com um grande motivo para festejar. Depois de 26 anos da conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a equipe sub-20 do América está a dois jogos da conquista do bicampeonato.

Nesta sexta-feira (21), às 20h, o Coelhãozinho enfrentará o Santos, em São Caetano do Sul, no primeiro jogo da semifinal da Copinha. O vencedor aguardará pelo duelo entre Palmeiras e São Paulo, no sábado (22), às 19h, para saber quem enfrentará na grande final. A decisão será no dia 25, aniversário da cidade de São Paulo, mas ainda não tem local confirmado. Tradicional palco da finalíssima, o Pacaembu passa por reformas.

Cabe ao América exercer o papel de intruso na festa paulista e trazer a sua segunda taça para casa. Em 1996, o time alviverde conquistou o título da Copinha numa final mineira, ao vencer o Cruzeiro por 2 a 1. Desta vez, a Raposa parou nas quartas de final, eliminada pelo São Paulo, comandado pelo seu ídolo Alex.

Destaques do Coelho

Há 26 anos, o atacante Rinaldo despontou como uma das principais revelações das categorias de base do América. Autor de um dos gols na final da Copinha, ele subiu ao profissional e foi o artilheiro do Campeonato Mineiro de 1997, com 12 gols marcados.

Na defesa, o time comandado por Ricardo Drubscky tinha o zagueiro William, que se destacou por Grêmio e Corinthians, e o lateral-direito Evanílson, com passagem pela Seleção Brasileira. O elenco contava ainda com Gilberto Silva e Yuji Nakazawa, que defenderia a seleção do Japão em mais de 100 partidas.

Agora, a equipe orientada pelo técnico William Batista tem como trunfo a força coletiva. Até aqui, apenas os atacantes Adyson e Vinicius balançaram as redes mais de uma vez, com dois gols cada.

Um dos protagonistas da campanha até a semifinal foi o goleiro Cássio. Na segunda fase e também nas oitavas de final, ele foi determinante para o América avançar ao defender três cobranças nas disputas de pênaltis, contra Athletico-PR e Falcon-SE. Já nas quartas de final, o Coelho superou o Botafogo, por 1 a 0.