Em 2016, o Internacional caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro, fato consolidado com o empate em 1 a 1 com o Fluminense, na última rodada. Só que o rebaixamento poderia ter ocorrido no jogo anterior, caso o Colorado tivesse sido derrotado pelo Cruzeiro, mas o triunfo por 1 a 0 no Beira-Rio deu sobrevida aos gaúchos. Partida na qual Rafael Sóbis, então atacante da Raposa, não queria que os celestes ganhassem para não ver a "degola" do clube onde foi ídolo.

Em entrevista ao canal de Duda Garbi no YouTube, nessa segunda-feira (17), Sóbis relembrou aquele episódio.

"Muita gente do Inter me ligou (antes do jogo). Eu não entrei na área. Teve uma jogada, um escanteio, e a gente estava pressionando muito, a gente sente o jogo. estava perto de fazer um gol. Eu bati um escanteio no céu, a bola viajou muito. Eu não bato daquela maneira, e a bola foi na mão do Danilo", contou o ex-atacante.

Logo após o lance, o avante recebeu uma "dura" do então técnico da Raposa. "Quando eu bati, era do lado do nosso banco, e o Mano Menezes me xingou um monte, me xingava de um jeito…", disse.

Cruzeiro

Sóbis foi campeão da Libertadores (2006 e 2010) e do Gaúcho (2004, 2005 e 2011), pelo Colorado. No Cruzeiro, conquistou a Copa do Brasil (2017 e 2018) e o Mineiro (2018). No dia 25 de novembro de 2021, com a camisa estrelada, o atacante pendurou as chuteiras, no empate em 0 a 0 com o Náutico.

Leia mais:
Cruzeiro tem nove dias para dobrar número de sócios e atingir meta estipulada por Ronaldo
Rafael Cabral realiza seu primeiro treino pelo Cruzeiro: ‘estou realmente feliz e empolgado’
Cruzeiro anuncia Rafael Cabral como substituto do goleiro Fábio