O “Faraó” já está em Belo Horizonte. Ex-zagueiro de Atlético de Madrid, Inter de Milão e Cagliari, Diego Godín desembarcou em Confins na noite deste sábado (15). O defensor firmou contrato com o Atlético até o fim da temporada, com possibilidade de extensão do vínculo.

Já vestindo a camisa do Galo, o beque de 35 anos tirou fotos e distribuiu autógrafos aos torcedores presentes no aeroporto e prometeu retribuir o carinho da Massa e do novo clube.

 

O capitão da seleção uruguaia estava no Cagliari, da Itália. No entanto, por divergências com Stefano Capozucca, diretor esportivo da agremiação, retornou ao Uruguai no fim de 2021 e passou a treinar sozinho em seu país. Nesse período, negociou e selou acordo com o Atlético.

Dos 62 jogos que a equipe italiana disputou entre a chegada do zagueiro, em 24 setembro de 2020, e o acerto do beque com o Galo, 40 tiveram a presença de Godín. Ao todo, o atleta marcou um gol, deu duas assistências e recebeu seis cartões amarelos; não foi expulso uma vez sequer. Em média, atuou pouco mais de 85 minutos por confronto.

No Atlético de Madrid, foi campeão de La Liga em 2013/14, conquistou dois títulos da Liga Europa (2011/12 e 2018/19), além de ter levado uma taça da Copa do Rei (2012/13), uma Supercopa da Espanha (2014/15) e três vezes a Supercopa da Uefa (2010/11, 2012/13 e 2018/19).

Pela seleção do Uruguai, Godín disputou três edições da Copa do Mundo, em 2010, 2014 e 2018, e cinco da Copa América.

Leia mais:
Xerife no Mineirão: duelo entre Brasil e Paraguai marcará reencontro de Alonso com atleticanos
Com mescla de jovens e experientes, Atlético vê média de idade da zaga aumentar em 2022