A complicada situação financeira do Cruzeiro nunca foi novidade para Ronaldo, que, recentemente, assinou a intenção de compra de 90% das ações da Sociedade Anônima do Futebol (SAF). Porém, nesta terça-feira (11), o empresário externou sua surpresa com o tamanho da dívida.

"A dívida era muito maior do que eu imaginava. É muito importante que estejamos todos na mesma página para entender que a situação do clube é muito difícil. Mas eu tenho certeza de que com essa gestão eficiente, um novo planejamento de marketing e o apoio da nossa torcida, a gente vai conseguir receita nova e cumprir com os pagamentos das dívidas”, afirmou. 

Ronaldo relatou que a primeira coisa que encontrou, ao fazer avaliação da parte financeira, foi um orçamento de R$ 90 milhões para 2022 e uma receita de R$ 60 milhões que, inclusive, já estava gasta.

“É realmente uma conta que não bate. Não entra na minha cabeça o funcionamento de um clube assim. Hoje conseguimos baixar o orçamento para R$ 35 milhões, quase três vezes menos. É um momento de ações impopulares, mas necessárias”, afirmou.

Sobre as grandes mudanças que são, segundo ele, necessárias, fez uma uma comparação: "O Cruzeiro é um paciente grave na UTI, e nós estamos oferecendo um tratamento pra sair desta situação”.

Leia mais:
Ronaldo conta com torcida e aumento do número de sócios: ‘nosso pilar absoluto, nossa fortaleza’
Ronaldo fala do desafio de pagar o ‘transfer ban’ e afirma que o Cruzeiro ‘vai voltar a ser grande’
‘O Cruzeiro é maior do que qualquer atleta’, afirma Ronaldo, sobre a saída de Fábio