A polêmica envolvendo a saída do goleiro Fábio foi assunto na primeira entrevista coletiva de Ronaldo, desde que o empresário assinou a intenção de compra de 90% das ações do Cruzeiro SAF. O Fenômeno lamentou o fato de a negociação com o Camisa 1 não ter sido bem-sucedida, mas afirmou que o clube precisa seguir em frente: "o Cruzeiro é maior do que qualquer atleta".

"O Fábio foi e vai ser sempre um ídolo para o Cruzeiro e para a torcida cruzeirense. Diante do cenário atual, fizemos um esforço muito grande para oferecer uma proposta decente a ele, respeitando sua história e trajetória", explicou Ronaldo.

O ex-atacante disse ainda que a negativa de Fábio também deixou a gestão surpresa. Segundo ele, todos os sacrifícios foram feitos para que o goleiro se adequasse à nova folha salarial do clube.

"Todo esforço que a gente podia ter feito para manter o Fábio e oferecer a ele um período para se despedir da torcida e da casa que foi dele durante muitos anos, foi feito. Uma pena que não chegamos a um acordo", declarou o Fenômeno. 

Cruzeiro

Fábio teve seu vínculo encerrado com o Cruzeiro na semana passada

Para o futuro, Ronaldo garantiu trazer um arqueiro que esteja à altura do time na busca pelo acesso à Série A. "Estamos trabalhando com muitos nomes. O Pedro Martins, o Paulo André e o Paulo Pezzolano estão trabalhando dia e noite pensando no melhor para o clube. E com certeza vamos encontrar nomes à altura", disse.

Leia mais:
Ronaldo diz que não vai desistir do acordo selado com o Cruzeiro e promete time para subir neste ano