Nesta terça-feira (28), o Atlético confirmou a saída do técnico Cuca. O clube lamentou, mas agradeceu ao técnico pelos serviços prestados e pelas conquistas ao longo da temporada de 2021. A informação de que ele, por motivos pessoais, havia pedido demissão, foi adiantada pela Itatiaia, na madrugada de terça.

A decisão foi tomada por Cuca e comunicada aos 4 Rs (Rubens e Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador) por meio de uma chamada virtual, nessa segunda-feira (27). O ex-treinador do Galo afirmou que não pretende trabalhar em nenhum outro clube em 2022, pois estará dedicado às questões familiares. 

Leia Mais:
Benfica oficializa saída, Jorge Jesus fica livre no mercado e se torna alvo do Atlético
 

Em nota, o Atlético informou:

"O Atlético anuncia que Cuca não é mais treinador do Clube. A saída foi uma decisão pessoal do treinador, depois de reunião virtual ocorrida no final da tarde desta segunda-feira, 27 de dezembro.
 
No encontro, do qual participaram o diretor de futebol Rodrigo Caetano; o presidente Sérgio Coelho; e os 4 R's (Rubens e Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador), o agora ex-treinador alvinegro anunciou a decisão de distratar seu contrato com o Galo, cujo vencimento somente se daria no final de dezembro de 2022.
 
Cuca alegou motivos pessoais, de ordem familiar, e disse que sua decisão era irretratável, apesar das seguidas tentativas dos dirigentes em demovê-lo e buscar um caminho no qual fosse possível conciliar as questões particulares com o trabalho.
 
O treinador também afirmou, na mesma reunião, que não iria trabalhar em nenhum outro clube em 2022, para se dedicar unicamente às questões familiares.
 
O Galo contava com o treinador no seu planejamento para o próximo ano e lamenta a decisão, embora compreenda os motivos alegados. Em nome de toda a diretoria, funcionários e atletas, o Clube agradece pelos serviços prestados e conquistas alcançadas, desejando-lhe sucesso no desenlace de suas questões particulares."