Uma das deficiências do Cruzeiro na temporada 2021 foi a baixa produtividade dos atacantes, especialmente daqueles que têm como principal função a definição das jogadas. 

Mesmo com várias peças testadas ao longo do ano, o artilheiro do time no ano foi o volante Matheus Barbosa, com sete gols. Vale lembrar que o meio-campista deixou o time celeste em julho, para acertar com o Atlético-GO.

Entre os centroavantes de ofício do plantel, Marcelo Moreno, com seis bolas nas redes, e Thiago, com quatro tentos, foram os que mais se aproximaram de Barbosa.

Diante desse cenário, a diretoria estrelada, na época ainda liderada pelo presidente da associação civil do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, foi ao mercado e acertou a contratação de Edu, artilheiro da Série pelo Brusque, com 17 gols. Na operação, Raposa pagou R$600 mil ao clube catarinense.

A compra foi efetivada pelo Cruzeiro, mesmo após Ronaldo Fenômeno se tornar sócio majoritário da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) e assumir o comando do futebol da instituição azul.

Além de definir os próximos passos da Raposa na janela de transferências, o Fenômeno também trabalha para definir a comissão técnica para 2022. Mesmo com o contrato renovado por Sérgio Santos Rodrigues até o fim de 2023, Vanderlei Luxemburgo não está garantido no cargo. 

Opções
Além de Edu, o Cruzeiro pode iniciar o próximo ano com mais quatro opções para atuar como centroavante.

Titular na reta final da Série B, Thiago, que desperta interesse de clubes do Brasil e do exterior, tem contrato em vigência e segue nos planos.

Reserva imediato para o setor em 2021, Marcelo Moreno tem vínculo com a Raposa até o fim de 2022, mas tem futuro incerto.

O alto salário, o desempenho discreto em campo e o interesse de clubes da América do Sul tornam possível a saída do boliviano.

Fechando o leque de opções para a posição, dois jovens tentam se firmar no time principal do Cruzeiro.

Acionado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo em cinco jogos do segundo turno da Série B, Vitor Roque, de 16 anos, vive a expectativa de ganhar novas oportunidades no ano que vem.

Por fim, outra promessa da base celeste, Vinícius Popó, de 20 anos, retorna à equipe celeste após um período emprestado ao Goiás e ainda aguarda a definição da diretoria da Raposa para saber se será aproveitado pelos azuis. 

No Emeraldino, Popó teve poucas chances no time principal, mas terminou o ano como um dos destaques do time sub-20, campeão do Campeonato Goiano da categoria. 

Outras opções para atuar como centroavante do Cruzeiro em 2021, Rafael Sóbis se aposentou, e Zé Eduardo foi emprestado ao América-RN.

A reapresentação do elenco estrelado está marcada para o dia 4 de janeiro na Toca da Raposa II.

Leia mais:

Alvo do Galo: vice do Grêmio nega rescisão com Douglas Costa, mas não descarta saída do jogador
De férias nos Estados Unidos, Hulk aluga 'Batmóvel' para passear com a esposa; veja o registro
Tite aparece em ranking de melhores técnicos do mundo; comandante da Seleção está na 35ª posição