O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, enfatizou que quem manda na Raposa é o Ronaldo. Portanto, qualquer decisão dentro do clube, incluindo montagem de elenco, salários e dívidas, será de responsabilidade do ex-atacante, que comprou 90% das ações da SAF.

“São decisões que não sou eu quem tomo. Essa pergunta precisa ser feita ao Ronaldo. Mas, pelo que falamos, em princípio, algumas das contratações ele sabia, e no final estava até informado. Outras, a gente teve de fazer pela dinamicidade do mercado, e acho que foram bem recebidas. Porém, geralmente vão de acordo com o critério dele agora. Todos têm contratos assinados que estão sob a supervisão dele e de sua equipe”, declarou o dirigente à TV Máfia Azul.

Até agora, nenhum dos reforços anunciados pelo Cruzeiro, desde a última rodada da Série B do Brasileiro, foi descartado por Ronaldo.

“A ideia era essa, que ele preserve a maioria das pessoas para poder dar oportunidade de observar o trabalho de cada um. É claro que, como agora é negócio, ele também quer dar uma olhada para ver salários, cargos, organograma, se tem alguma sugestão aproveitando a experiência que tem de administrar um clube da Espanha (Valladolid). Mas o recado que foi pedido para passar é que todo mundo terá oportunidade de mostrar trabalho”, comentou Rodrigues.

Cruzeiro

Visando à temporada 2022, o Cruzeiro já anunciou o goleiro Jailson, o lateral Pará, os zagueiros Maicon e Sidnei, os meio-campistas Fernando Neto, Filipe Machado, Pedro Castro e João Paulo e o atacante Edu.

O técnico Vanderlei Luxemburgo segue com o futuro indefinido na Raposa. Ele tem contrato até o fim de 2023, porém, aguarda uma decisão de Ronaldo quanto à sua situação dentro do clube.

Leia mais:
Um ano em um mês: dez novidades no Cruzeiro desde o último jogo da temporada 2021
Primeiro dia do novo Sócio 5 Estrelas gera R$ 1 milhão de receitas ao Cruzeiro
Veja a tabela detalhada dos times mineiros na fase de grupos da Copa São Paulo de Futebol Júnior