O futuro do atacante Douglas Costa pode ser o Atlético. Nos bastidores, o clube alvinegro e o jogador estão em tratativas, mas ainda dependem de algumas situações para selar um acordo.

A reportagem apurou que a negociação com o Galo está avançada, mas Costa ainda precisaria se desvincular do Tricolor Gaúcho, com quem tem contrato firmado até junho de 2022. Além disso, se a Juventus, da Itália, não exercer renovação com o atacante, o contrato com o Grêmio seria prorrogado até o fim de 2023.

O Hoje em Dia tentou contato com o empresário do jogador, Junior Mendonza, mas ele não respondeu às mensagens enviadas. A matéria será atualizada caso ele queira se manifestar.

Já o Atlético ressalta que “não vai confirmar nem desmentir nomes, especulações e notícias veiculadas a todo momento”.

Outras agremiações também estão na briga pelo avante. Uma delas é o São Paulo.

Grêmio

Temporada

Formado nas categorias de base do Grêmio, Douglas Costa fez sua estreia pelo time em 2008. Dois anos depois, começou sua trajetória no exterior. O atleta retornou à equipe gaúcha em maio de 2021. 

“É uma sensação incrível passar 12 anos fora e voltar para casa. Realmente sempre levei o Grêmio comigo. Estar de volta podendo buscar meus objetivos é especial. Pontuo como o desafio mais importante da minha vida, pois estou voltando para o clube que me criou e me deu tudo o que tenho. Estou realizando mais um sonho na minha vida”, disse o jogador, quando regressou ao clube do Sul.

No entanto, Douglas Costa e o Tricolor fracassaram na temporada, com o time sendo rebaixado para a Série B. Nesta mais recente passagem pelo clube, o ponta-direita somou 26 jogos, três gols e duas assistências no Brasileirão. Na Sul-Americana, esteve presente em uma partida.

No último duelo do Grêmio no ano, a vitória por 4 a 3 sobre o Atlético, o atleta ficou marcado por uma polêmica, ao dar “tchau” para os torcedores gaúchos depois de anotar um gol. 

Leia mais:
Veja a tabela detalhada dos times mineiros na fase de grupos da Copa São Paulo de Futebol Júnior
Atlético e Cruzeiro terão que pagar mais de R$ 232 mil ao Mineirão, por conta de danos no estádio
Após saída de Alan Franco, Atlético administra situação de jogadores sondados no mercado