Que a primeira temporada de Hulk pelo Atlético foi um sucesso, não há a menor sombra de dúvida. Goleador do Galo em 2021, com 36 bolas na rede em 68 partidas, o atacante emplacou as artilharias do Brasileirão (19 gols) e da Copa do Brasil (oito), sendo figura crucial para esses títulos. Isso sem contar que ele também encerrou o ano como principal garçom do time, com 12 assistências. Tal desempenho aumenta a expectativa em cima do Vingador para 2022. E um dos desafios individuais já está traçado.

O camisa 7 tem grandes chances de se tornar o maior artilheiro do Novo Mineirão já nos primeiros meses da próxima temporada. Atualmente, o avante alvinegro soma 25 gols em 34 jogos no estádio repaginado, ou seja, desde que o Gigante da Pampulha voltou a sediar confrontos, em 2013, depois de uma reforma que durou de meados de 2010 a 2012.

O goleador desta mais recente era do Mineirão é Arrascaeta, autor de 31 gols no local, sendo 30 com a camisa do Cruzeiro e um pelo Flamengo. Outro que tem história no estádio é Willian Bigode, ex-cruzeirense, com 28 tentos, um deles defendendo o Palmeiras.

Com média de 0,7 gol por duelo no Gigante da Pampulha, Hulk tem tudo para desbancar Arrascaeta e atingir o topo desse ranking. Lembrando que 2022 representará a última temporada do Galo antes da inauguração de seu estádio, a Arena MRV. Ou seja, no ano que vem, além de tentar ultrapassar os ex-jogadores da Raposa, o Vingador busca anotar o máximo de tentos possíveis para estabelecer uma nova marca difícil de ser atingida por outro atleta.

Atlético

Premiação

Hulk recebeu um prêmio do Mineirão, pela marca de 25 gols no ano. Trata-se do jogador que mais balançou as redes em uma só temporada no estádio nesta nova era do Gigante.

Leia mais:
Atlético oficializa empréstimo de Alan Franco para o Charlotte, dos Estados Unidos
Atlético vota definição de orçamento para 2022 nesta terça
Sérgio Coelho diz que encaminhou à CBF pedido de reconhecimento do título brasileiro de 1937 do Galo