Depois de o zagueiro Réver ter se envolvido em uma confusão com uma criança, e o Atlético ter defendido o seu jogador, o Cruzeiro divulgou uma mensagem, em seu perfil oficial no Twitter, repudiando qualquer agressão a crianças.

No texto, o clube celeste não cita o nome de Réver. "Agressão contra uma criança, quando confirmada, seja quem for o autor, seja qual for o clube da criança agredida – e obviamente mesmo que nada tenha de relação com futebol – será uma agressão e, portanto, desprezível e indefensável".

Pouco depois, ainda no Twitter, o Cruzeiro postou outra mensagem em tom provocativo ao zagueiro do Atlético, grifando a palavra "rever". Veja abaixo.

Entenda o entrevero envolvendo Réver
​O zagueiro Réver, do Atlético, se envolveu em uma confusão na noite dessa quinta-feira (17), no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitana, onde estava com a família para embarcar em uma viagem de férias. O motivo da briga seria uma suposta provocação de um torcedor do Cruzeiro.

Segundo testemunhas, um garoto teria se aproximado do jogador e pedido uma foto. No entanto, a criança teria feito o sinal de 6 a 1 com as mãos, referência ao clássico ocorrido em dezembro de 2011, quando o Galo foi derrotado pela Raposa na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

O jogador teria ficado irritado com o gesto e tirado satisfação com o garoto e com o pai da criança. Vídeos feitos por pessoas que estavam no local, e amplamente divulgados nas redes sociais, mostram Réver no saguão do aeroporto, sem camisa, muito irritado. Veja abaixo.

Leia também:

Nota do Atlético sobre o caso Réver é seguida de embates virtuais entre torcedores