Das arquibancadas do Mineirão, o símbolo do título da Copa do Brasil de 2014 assistia ao show do principal jogador do Atlético na luta pelo bi da competição em 2021. Artilheiro do Galo naquela edição, com cinco gols, Luan viu Hulk, goleador do torneio mata-mata deste ano, desequilibrar novamente.

Neste domingo (12), na goleada por 4 a 0 sobre o Athletico-PR, no duelo de ida da decisão, o Vingador chegou à sua sétima bola na rede na competição. E com um detalhe: marcou em todas as fases em que o Alvinegro esteve presente nesta Copa do Brasil.

Além do tento anotado em cima do Furacão, Hulk balançou as redes do Remo, na terceira etapa, do Bahia, nas oitavas de final, do Fluminense, duas vezes, nas quartas, e do Fortaleza, duas vezes, nas semifinais.

Situação semelhante ocorreu com Luan em 2014. Naquela edição, o Menino Maluquinho anotou tento em todas as fases que o Alvinegro disputou: marcou dois sobre o Palmeiras, nas oitavas de final, um diante do Corinthians, nas quartas, um no Flamengo, nas semi, e um na final ante o Cruzeiro.

Atlético

No encontro entre a geração de 2014 (Tardelli, autor do gol do título de sete anos atrás, no 1 a 0 para cima da Raposa, no Mineirão, também marcou presença) e 2021, uma coisa é certa: o bicampeonato está próximo.

Leia mais:
Diego Costa deixa o campo com lesão e dá ‘tchau’ para a torcida do Atlético