Dizer que Ademir encerrou sua passagem pelo América com “chave de ouro” poderia ser considerado um clichê, um chavão. Mas poucas expressões explicariam tão bem o último ato do Fumacinha com a camisa do Coelho.

Na noite desta quinta-feira (9), o camisa 10 marcou os gols da vitória do Alviverde por 2 a 0 sobre o São Paulo, no Independência, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, que classificou o América para a Copa Libertadores pela primeira vez em sua história.

Um prêmio para aquele que foi o protagonista do Coelho neste Brasileirão. Mesmo acertado há vários meses com o Atlético para 2022, Ademir manteve o foco, cresceu de rendimento e foi peça essencial para a histórica campanha do time alviverde na Série A.

Com 13 gols, o camisa 10 viu apenas mais três jogadores encerrarem a disputa com mais gols do que ele: Hulk (19), Gilberto (15) e Michael (14).

Após a partida, em entrevista à TV Globo, o atacante vibrou com o feito no seu jogo derradeiro pelo Coelho.

“Mais que sensação cumprida. Dever cumprido era deixar o América na Libertadores. E a gente conseguiu. Estou muito feliz. A gente sabe que despedida é difícil. Mas deixou meu nome marcado neste grande clube. Tenho muito a agradecer por tudo que fizeram por mim”, completou o jogador.

Ademir encerra sua passagem pelo América, iniciada em 2018, com 121 jogos e 32 gols.