Os 2 a 1, de virada, para cima do Fluminense, neste domingo (28), no Mineirão, fazem jus ao que representa o Atlético 2021 e presenteiam uma Massa que, por todo apoio dado neste Brasileiro, merece festejar o bicampeonato. A sintonia entre time e torcida foi sintetizada no segundo gol marcado por Hulk, aos 14 minutos do segundo tempo: um misto de ansiedade e esperança que terminou com a bola na rede, em um golaço. 

Na comemoração, o atacante ergueu o braço, em alusão a um gesto que Reinaldo tantas vezes repetiu e que o tornou ícone na luta contra o racismo e o totalitarismo por meio do futebol. Um tributo a um gênio que esteve presente nas arquibancadas para ver o Galo ficar mais perto de findar um hiato de 50 anos sem conquistar a Série A. Ainda não é campeão. Mas o título está chegando! 

Depois de Manoel abrir o placar para o Fluminense, aos 13 minutos, e Hulk empatar aos 37 do primeiro tempo e virar aos 14 do segundo, o Alvinegro fica na espera pelo jogo do Flamengo diante do Ceará na terça-feira (30). Se o Rubro-Negro não superar o Vozão, o Atlético matematicamente será campeão.

Atlético

Salão de festas

O Galo chegou à sua 16ª vitória no Mineirão neste Brasileirão, a 15ª seguida como mandante – houve ainda um revés e um empate. E esse desempenho vem sendo crucial para o time se aproximar cada vez mais da taça.

Leia Mais:
Hulk chega a 400 gols na carreira, homenageia Reinaldo e faz do Fluminense sua maior vítima no ano

FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 2 X 1 FLUMINENSE

ATLÉTICO
Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Arana; Allan (Tchê Tchê), Jair e Zaracho; Hulk (Sasha), Diego Costa (Vargas) e Keno (Nacho)
Técnico: Cuca

FLUMINENSE
Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, David Braz e Marlon; Wellington (Alexandre Jesus), André (Cazares) e Yago Felipe; Luiz Henrique (Matheus Martins), Caio Paulista (Arias) e Fred (Bobadilla)
Técnico: Marcão

DATA: 28 de novembro de 2021 (domingo)
LOCAL: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Marielson Alves Silva auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos (FIFA) e Elicarlos Franco de Oliveira, trio da Bahia.
VAR: José Cláudio Rocha Filho, de São Paulo
CARTÕES AMARELOS: Nathan Silva, Allan, Keno, Alonso (Atlético); Samuel Xavier, David Braz, Matheus Martins (Fluminense)
GOLS: Manoel aos 13 minutos e Hulk aos 37 do primeiro tempo e 14 do segundo tempo