Principal contratação do América para a disputa do Campeonato Brasileiro, o meia-atacante Mauro Zárate rapidamente correspondeu às expectativas geradas em torno da chegada dele.

Com duas assistências e um gol nos cinco primeiros jogos, o argentino foi importante na recuperação do Coelho, que deixou a zona de rebaixamento da Série A e se consolidou na parte intermediária da tabela.

Entretanto, uma lesão muscular na coxa direita, sofrida na vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, em 6 de outubro, interrompeu a sequência de partidas do jogador.

Desde a sua estreia, Zárate disputou seis jogos, conquistando três vitórias e três empates.

Demonstrando em números e na prática a importância do hermano para o time, o Coelho não venceu desde que o meia-atacante iniciou o tratamento no departamento médico.

Nos três jogos em questão, o América empatou com Juventude e Bahia e perdeu para o Internacional.

Corroborando esse cenário, o técnico Vagner Mancini, antes deixar o América rumo ao Grêmio na semana passada, lamentou em mais de uma oportunidade a ausência de Zárate. O ex-comandante do Alviverde fez questão de destacar o importante papel que o argentino tem em campo, especialmente em dar ritmo à equipe e municiar com qualidade os atacantes.

Retorno

O retorno de Mauro Zárate aos jogos está próximo. Ele faz parte da delegação que viajou para a Baixada Santista, onde o América vai encarar o Santos, neste sábado (23), às 17h, na Vila Belmiro, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desde que se recuperou, o argentino fez o primeiro trabalho em campo apenas na última quinta-feira (21), quando realizou trabalhos de transição para o gramado junto à preparação física. Na manhã desta sexta (22), a equipe comandada por Marquinhos Santos encerrou a preparação para o duelo com o Peixe.

Leia mais:
Sem jogar há 40 dias, Berrío tem nova lesão e seguirá como desfalque no América
Rival do Coelho neste sábado, Santos tem uma vitória nos últimos 14 jogos e está no Z-4 do returno