Recentemente, o técnico do Flamengo, Renato Gaúcho, disse que se sentia o mais “prejudicado” da temporada, por ter jogadores convocados por seleções. Neste sábado (9), após a vitória do Atlético sobre o Ceará, por 3 a 1, Cuca foi perguntado se também se sente assim e teve um posicionamento diferente ao do treinador rubro-negro.

“Lá atrás, quando a gente poderia adiar nossas partidas, nós jogamos. Eu perdi seis, sete jogadores, e atuamos. E sabíamos que agora iria ter uma afunilada maior (no Brasileiro). Então, não significa ser prejudicado. O campeonato tem que acabar, senão vai interferir no ano que vem. Eu estou sem o mesmo tanto (de atletas) que o Flamengo está, seis, sete ou oito jogadores”, afirmou.

E prosseguiu: “Eu não entro nessa parte de questionar de um clube ou outro. Eu respeito a todos. Mas a gente também está com grandes baixas. E estamos fazendo de tudo para somar pontos sem esses jogadores. Contra a Chapecoense, me faltaram nove. Hoje, seis ou sete. Porém, estamos fazendo força de elenco. O Flamengo também tem um grande elenco”.

Atlético

Ele ressaltou ainda que é “normal” que se “reclame por não ter os principais jogadores”, mas destaca: “não vai resolver nada falar disso, não vai mudar nada. Então, é bola para frente”.

Cuca segue sem contar com Alonso (Paraguai), Arana (Brasil), Alan Franco (Equador), Savarino (reforço muscular) e Mariano (lesionado). Neste sábado, teve o retorno de Zaracho, que cumpriu suspensão diante da Chape, e Diego Costa (no segundo tempo), recuperado de um problema físico.

Leia mais:
Cuca comemora vitória em seu centésimo jogo como mandante pelo Atlético
‘O Hulk voltou’: camisa 7 finda jejum e assume artilharia do Campeonato Brasileiro