O empate em 1 a 1 entre Atlético e Fluminense, nessa segunda-feira (23), em estádio São Januário, registrou uma importante marca do lateral-direito Guga com a camisa alvinegra.

Ao entrar em campo para encarar o Tricolor das Laranjeiras, em duelo que valeu pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o jogador alcançou 100 jogos pelo Galo, sendo 22 em 2021.

Contratado para a temporada 2019, junto ao Avaí, por cerca de R$8 milhões (correspondentes a 70% dos direitos econômicos), o lateral tem uma trajetória de altos e baixos no Alvinegro até o momento. Com dois gols marcados, o jogador tem alternado momentos entre a titularidade e o banco de reservas desde que chegou à Cidade do Galo.

Atualmente, após se consolidar no onze inicial com o técnico Jorge Sampaoli em 2020, Guga perdeu a posição no time e vinha sendo reserva de Mariano.

Entretanto, como o então titular sofreu uma lesão muscular no posterior da coxa direita, no duelo com o River Plate, da Argentina, na última quarta, o camisa 2 foi o escolhido para iniciar jogando em São Januário.

Já que, como de praxe, o Atlético não informou o prazo estimado para a recuperação de Mariano, é provável que Guga, único especialista da posição do elenco atualmente à disposição, ganhe uma nova sequência de jogos.

O primeiro deles seria nesta quinta, quando o Galo volta a enfrentar o Fluminense, dessa vez pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, marcado para às 21h30, no estádio Nilton Santos.

Leia mais

Atlético busca empate com o Fluminense no fim e aumenta vantagem na ponta do Brasileirão

Atlético não amplia recorde de vitórias, mas aumenta longa invencibilidade no Campeonato Brasileiro

Cuca destaca dificuldades no duelo com o Fluminense e valoriza resultado: ‘ponto valioso’