Para muitos, o técnico Cuca foi ousado. Para outros, gênio. A única certeza é a de que o esquema com três zagueiros, proposto pelo treinador, deu resultado nesta quarta-feira (7), e o Atlético venceu o Flamengo por 2 a 1, no Mineirão, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Em sua entrevista coletiva, o comandante alvinegro analisou o confronto, ressaltando que todos os seus atletas tiveram atuações consistentes. E, obviamente, comentou a respeito do sistema de jogo utilizado por ele.

"Quando se muda um plano tático, você está assumindo uma responsabilidade. Mas a gente tem que saber o melhor a ser feito, não tem que pensar em outra coisa. Não posso ficar com medo da imprensa se não der certo. Às vezes, o plano não dá certo, mas a ideia é boa. Tive essa ideia analisando o Flamengo. Fizemos uma grande partida. E que jogo bem jogado!”, declarou.

Segundo Cuca, foi um duelo “taticamente muito estudado, de xadrez”. “Fizemos a troca de lado do Savarino, atuando pela esquerda, e ele foi muito feliz, com dois gols. Fizemos um segundo tempo maravilhoso, até tomarmos o gol. E aí mudou o jogo. Ficou abertíssimo, e tudo poderia acontecer. Como na oportunidade do Arrascaeta, que poderia ter feito o gol, mas o Everson, que em outro dia falhou contra o Ceará, fez o ‘gol’. Serve de lição para a gente, principalmente para um mata-mata. Mas que não sirva também para tirar o brilho que esses rapazes tiveram”, disse.

O Atlético agora se prepara para o clássico de sábado (10), às 19h, contra o América, no Independência.

Atlético