Sob o comando de Mozart, o atacante Felipe Augusto vem cumprindo uma função bem diferente no Cruzeiro. Papel este que já havia sido desempenhado em determinadas situações contra Goiás e Ponte Preta, mas que ficou evidente desde o início do jogo diante do Operário, na derrota por 2 a 1, nesse sábado (19), em Ponta Grossa.

“Estou utilizando o Felipe mais como ala-atacante. É um lateral na hora de marcar e um atacante na hora de avançar. Tem capacidade física para isso e fez um gol importante (sobre o Operário). A ideia é manter essa estrutura e mantê-lo nesta posição”, comentou o treinador.

Apesar do revés no estádio Germano Krüger, Felipe Augusto chegou ao seu terceiro tento com a camisa azul e branca, o que o torna o vice-goleador do time na temporada. À frente dele está o volante Matheus Barbosa, autor de quatro bolas na rede.

O Cruzeiro volta suas atenções para o desafio de quinta-feira (24), às 21h30, contra o Vasco, no Mineirão, pela sexta rodada da Série B do Brasileiro.

Cruzeiro