A vitória do Fortaleza por 2 a 1 sobre o Atlético, na manhã deste domingo (30), no Mineirão, na estreia das equipes no Campeonato Brasileiro, encerrou duas marcas envolvendo o alvinegro.

O revés para o time cearense foi o primeiro do técnico Cuca como mandante, no comando do Atlético, no Gigante da Pampulha. Somando a passagem anterior, entre 2011 e 2013, o treinador havia sido derrotado apenas uma vez em Belo Horizonte, para o Athletico-PR, no Independência, pelo Brasileirão 2013. O duelo, inclusive, marcou a despedida do atacante Bernard.

Agora, Cuca soma nove vitórias, dois empates e uma derrota à frente do Galo, como mandante, no Mineirão. No principal palco do futebol mineiro, foi campeão da Copa Libertadores 2013, e do Mineiro, também em 2013, mas na condição de visitante. 

Fim da invencibilidade

A estreia ruim no Brasileirão também encerrou uma invencibilidade de 12 jogos do Atlético na temporada.

Somando jogos pelo Campeonato Mineiro e pela Copa Libertadores, o Galo vinha de oito vitórias e quatro empates. No período, conquistou o título do Estadual e garantiu a melhor campanha da fase de grupos da competição sul-americana.

Depois de ser derrotado pelo Cruzeiro, na fase inicial do Mineiro, no dia 11 de abril, o Atlético havia vencido Boa Esporte, Athletic, América de Cali-COL (duas vezes), Tombense, Cerro Porteño-PAR (duas vezes) e Deportivo La Guaira-VEN.

A sequência sem derrota foi completada por empates com La Guaira-VEN, Tombense, e América (duas vezes).  

Na próxima rodada do Brasileirão, os comandados do técnico Cuca vão buscar a reabilitação diante do Sport, no próximo domingo, às 20h30, na Ilha do Retiro.

Antes, encara o Remo, na próxima quarta, às 19h, no estádio Baenão, em Belém, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Leia mais

Arana nega peso de desgaste físico e resume derrota do Galo para o Fortaleza: ‘não jogamos nada’

Com segundo tempo ruim, Atlético toma virada do Fortaleza no Mineirão e estreia mal no Brasileiro