Com o futuro indefinido no Cruzeiro, o volante argentino Ariel Cabral alcançou nessa, segunda-feira (24), a marca de 100 dias sem atuar em partidas oficiais.

O último jogo de Cabral foi em 13 de fevereiro, quando ainda defendia o Goiás, por empréstimo. Na ocasião, com o argentino atuando os 90 minutos, o Esmeraldino venceu o Botafogo por 2 a 0, no estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após o final do Brasileirão, o jogador deixou o Goiás, e se reapresentou ao clube estrelado no final de março.

Desde então, o jogador, que tem contrato até dezembro de 2021, vem realizando trabalhos físicos na Toca da Raposa II, mas não está nos planos da comissão técnica para a sequência da temporada. 

Em entrevista ao Ge.globo, na última segunda, o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, revelou a possibilidade de Cabral ser cedido a outro clube até o final do vínculo com a Raposa.

“O Ariel tem contrato também com o Cruzeiro. Tem treinado na Toca II. Só que estamos vendo algumas situações. O empresário dele conversou para, provavelmente, sair para algum empréstimo, alguma coisa. Ele tem contrato até o fim deste ano, para a gente ver como vai seguir com ele”, completou Santos Rodrigues.

Trajetória na Raposa

Contratado em 2015, Ariel Cabral é o jogador estrangeiro que mais atuou com a camisa celeste, com 188 jogos no total, ao lado do uruguaio Arrascaeta. No período, marcou quatro gols e conquistou os títulos do Campeonato Mineiro (2018 e 2019) e da Copa do Brasil (2017 e 2018).

Após ser peça importante nas campanhas vitoriosas, Cabral, assim como a maior parte do time celeste, caiu de rendimento no segundo semestre de 2019, e fez parte do elenco rebaixado à Série B.

Em 2020, após não ter conseguido acertar com nenhum outro clube, aceitou a repactuação salarial do Cruzeiro, foi reintegrado ao elenco e disputou a reta final do Campeonato Mineiro e o início da Série B.

Com atuações discretas, perdeu espaço na equipe e foi emprestado em outubro ao Goiás, para a disputa da Série A do Brasileiro.

Leia Mais:
Medina fatura Rottnest Search e dispara na liderança do circuito
Pivô de imbróglio com o América, Vitor Roque assina primeiro contrato profissional com o Cruzeiro
Em negociação com outros clubes, Thiago e Lucas Ventura ficam de fora de jogos-treino do Cruzeiro