Restando uma semana para o fim de seu contrato com o Atlético, o atacante Diego Tardelli segue com a situação indefinida no Alvinegro.

Pelo menos é o que afirma o presidente do Galo, Sérgio Coelho. Em entrevista à rádio 98fm, nesta segunda-feira (24), o mandatário elogiou o jogador, mas não adiantou o futuro do camisa 9.

“Esse assunto (renovação) será tratado nos próximos dias, em uma reunião específica comigo, Caetano e comissão. O Tardelli é um ídolo de todos, inclusive um ídolo meu. Tenho muita admiração, gosto muito do Tardelli. Soma muito no grupo como ser humano, como homem. Ajuda muito a comissão e a diretoria, porque é um líder positivo. Não tem nenhum tipo de problema dentro do clube, e valorizo muito isso também”, completou Coelho.

Na semana passada, após o triunfo sobre o Cerro Porteño, do Paraguai, pela Copa Libertadores, o técnico Cuca chegou a se irritar com uma pergunta sobre o futuro de Tardelli. Na ocasião, o treinador se resumiu a dizer que tal definição cabe à diretoria.

No último sábado, quando o Atlético empatou em 0 a 0 com o América, no Mineirão, no jogo de volta da final do Campeonato Mineiro, e levantou a taça, o atacante permaneceu os 90 minutos no banco de reservas,

Atual temporada

Nesta temporada, em meio à problemas musculares, Tardelli disputou sete jogos e marcou dois gols. Em 2020, ficou um longo período afastado, em razão de uma grave lesão no tornozelo direito.

No início de fevereiro, quando tinha o contrato se encerrando, ganhou um voto de confiança da diretoria e da comissão técnica, e renovou por mais três meses. Antes do fim do contrato, Diego terá mais duas chances de convencer a cúpula e o staff de campo de que merece ter o vínculo prorrogado.

A primeira será nesta terça-feira, quando o Galo vai encarar o Deportivo La Guaira, da Venezuela, às 21h30, no Mineirão, pela 6ª rodada do Grupo H da Copa Libertadores. Já no domingo, o Alvinegro recebe o Fortaleza, às 11h, novamente no Gigante da Pampulha, na estreia no Campeonato Brasileiro.

Aos 36 anos, Diego Tardelli soma 230 jogos e 112 gols pelo Atlético, de acordo com o portal Galo Digital, braço do Centro Atleticano de Memória.

Com a camisa alvinegra, o atacante conquistou os títulos da Copa Libertadores (2013), da Copa do Brasil (2014) e do Campeonato Mineiro (2010, 2013, 2020 e 2021).

Leia Mais:
Após ouvir áudio na FMF, Salum afirma que VAR impediu árbitro de campo de revisar lance polêmico
Editor de Esportes do HD analisa a última semana da fase de grupos da Copa Libertadores