O Atlético aceitou a oferta da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para vacinação da delegação alvinegra que vai estar no Paraguai para o confronto desta quarta-feira (19), às 21h (hora de BH), com o Cerro Porteño, no La Olla, pela quinta rodada da Libertadores.

“As vacinas (contra a Covid-19) são exclusivamente destinadas aos clubes que disputam as competições da Conmebol. Não há motivo para não aproveitar esta oportunidade”, disse o presidente do Galo, Sérgio Coelho.

Segundo informou o Atlético, a decisão se deu após uma conversa entre o mandatário do clube e o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, sobre a importância da vacinação diante das recorrentes viagens na disputa de uma competição internacional, como a Libertadores. “Feldman não apenas anuiu, como estimulou a aceitação das vacinas por parte do clube mineiro”, diz a nota divulgada pela agremiação.

“O protocolo da vacinação foi alinhado pelo diretor médico do Atlético, dr. Rodrigo Lasmar, com o coordenador médico da CBF, dr. Jorge Pagura”, completa a nota.

Atlético

Sérgio Coelho aceitou as vacinas contra Covid-19 oferecidas pela Conmebol

Leia Mais:
Dodô aprova parceria com Arana e se diz apto a atuar em outras posições no Atlético
Membros da diretoria e da comissão técnica do Atlético xingam e ironizam arbitragem, diz súmula
Sasha pode alcançar marca de 50 jogos pelo Atlético nesta quarta-feira