Um dos reforços do Cruzeiro para esta temporada, Eduardo Brock viu o jovem Weverton assumir um lugar na zaga, ao lado de Ramon, após a saída de Manoel. Nem por isso o camisa 14 deixou de trabalhar em prol do time celeste e ser uma espécie de “irmão mais velho” do prata da casa.

Nesta segunda-feira (17), em entrevista na Toca da Raposa II, Brock revelou que, ao mesmo tempo em que treina forte na busca por um lugar entre os 11 principais, tenta, sempre que possível, auxiliar o jovem colega de setor a evoluir dentro de campo.

“O Weverton é um menino com grande potencial. Está surgindo agora, ainda se adaptando ao futebol profissional, em evolução do corpo, do futebol e do entendimento. O que eu puder ajudar e agregar a ele, assim o farei. Vou ficar muito contente em ajudar e dar um conselho”, afirmou.

Brock destaca que a briga por posição “fica ali dentro e é opção do treinador” e que vê em Weverton muito potencial para brilhar nesta e nas próximas temporadas.

“Eu vou para casa com a cabeça tranquila por poder ajudar, se conseguir dar algum conselho a ele. Quando eu tiver parado (de atuar), vou vê-lo jogando. E saber que pude ajudá-lo em algum conselho é bem gratificante também”, disse.

Série B

Com relação à disputa da Série B, espera que o Cruzeiro tenha total entendimento das dificuldades que virão.

“Do primeiro ao último jogo: cada um vale os mesmos pontos. Então tem que entrar da mesma forma. Independentemente do seu adversário e da posição em que se encontrar na tabela, a partida vale a mesma coisa (que as outras). Entender que é mais pegado e disputado. Tem equipes que não atacam tanto, mas que estão ali para isso mesmo, achar uma bola, fazer o gol e se fechar. É saber enfrentar essas equipes. E saber o momento de a gente fazer isso também, porque é importante”, comentou.

Cruzeiro

Jovem Weverton vem recebendo conselhos do experiente Brock