Em suas mais recentes entrevistas na Cidade do Galo, Guga destacou o quanto é grato a Jorge Sampaoli por tê-lo ajudado a evoluir em termos defensivos e que Cuca vem pedindo ao lateral para que explore mais suas características ofensivas. “Creio que com o tempo isso vai melhorar”, ressaltou o camisa 2 em sua última coletiva, referindo-se às tentativas de avanço pelo flanco de origem.

Mas no que diz respeito à marcação e ao combate, o jogador segue melhorando seu rendimento, e isso se faz notório nos números alcançados por ele na Copa Libertadores, prioridade do Alvinegro na temporada – nesta quinta-feira (13), o time enfrenta o América de Cali, às 21h, em Barranquilla, pela quarta rodada do grupo H.

Guga é o maior ladrão de bolas do Galo na competição sul-americana, com média de 4,5 desarmes por partida, e o terceiro no ranking geral do torneio, atrás apenas de Candelo, do Atlético Nacional, com 5 por jogo, e Ortega, do Vélez Sarsfield, com 4,7. Os dados são do SofaScore

No quesito interceptações, Guga também é o destaque do Atlético e o quarto na hierarquia da Libertadores, com 3,5 por duelo.

Embora ainda não esteja confirmada sua presença nesta quinta, já que Cuca havia proposto um rodízio com Mariano neste ano, fica a expectativa para que o camisa 2 alvinegro possa evoluir ainda mais na competição e ajudar sua equipe na busca pelo bicampeonato.

Atlético