“Maturidade”, “consistência” e “crescimento” foram palavras utilizadas pelo técnico Felipe Conceição em sua entrevista coletiva, após o triunfo do Cruzeiro sobre o América-RN, nessa quarta-feira (14), na Arena das Dunas, pela Copa do Brasil, para exaltar o desempenho de sua equipe na classificação para a terceira fase do torneio.

Isso sem contar na gana que o time demonstrou, depois de um clássico difícil e no qual os celestes levaram a melhor em cima do rival Atlético e uma desgastante viagem até Natal.

“E também a sequência de jogos que estamos enfrentando”, apontou Conceição. “Mas é um desafio que vamos enfrentar na temporada. É mais um ensinamento e aprendizado. Tivemos maturidade no segundo tempo, conseguimos controlar e circular a bola e paciência para fazer o gol”, completou.

Novamente, a segunda etapa do time foi bem superior à primeira. O que, na visão do treinador, demonstra mais um passo importante na caminhada celeste.

“No segundo tempo, tivemos tranquilidade e maturidade para ficar com a bola, de maneira mais segura, sem sofrer riscos. Isso também é crescimento. O Cruzeiro soube, no segundo tempo, controlar a partida e construir a vitória”, comentou.

Outro ponto exaltado pelo técnico foi com relação à própria escalação, a mesma pela terceira partida seguida, situação que se mostrou benéfica em termos de entrosamento e evolução. Mas não só isso.

“É importante para definir posições, que estão em aberto. Não quer dizer que será sempre esse time. Porém, essa interação estar cada vez mais sólida é importante. Vamos analisar a partir de amanhã (qual escalação utilizar no domingo contra o Pouso Alegre). Pensamos jogo a jogo”, disse.

Cruzeiro