O primeiro título da Tríplice Coroa cruzeirense, em 2003, foi o Campeonato Mineiro. E ele teve a conquista encaminhada com uma vitória por 4 a 2, de virada, sobre o Atlético, na quinta das 12 partidas que eles disputaram na competição, que foi no sistema de pontos corridos, mas em turno único.

Nos quatro jogos anteriores, a Raposa tinha vencido todos e somava 12 pontos. O Galo já tinha empatado um. Com a derrota no clássico, os cruzeirenses abriram cinco pontos de vantagem na liderança isolada da competição.

No final, a diferença entre os dois clubes ficou em sete pontos, com o Cruzeiro marcando 32, fruto de dez vitórias e dois empates, e o Atlético 25, com sete vitórias, quatro empates e uma única derrota, justamente a deste clássico de 15 de fevereiro, pela quinta rodada, no Mineirão.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 4
Gomes; Maurinho, Luisão, Marcelo Batatais e Sandro (Wendel); Augusto Recife, Claudinei (Jussiê), Martinez e Alex; Deivid e Mota (Marcelo Ramos). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO 2
Velloso; Cicinho, Neguete, André Luís e Michael; Hélcio, Cleison, Paulinho (Juninho) e Lúcio Flávio (Alexandre); Kim (Alessandro) e Guilherme. Técnico: Celso Roth

DATA: 15 de fevereiro de 2003
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Campeonato Mineiro
GOLS: André Luís, aos 4, e Alex, aos 8 minutos do primeiro tempo; Alexandre aos 21, Alex, aos 34, Deivid, aos 37, e Marcelo Ramos, aos 43 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Alício Pena Junior, auxiliado por Marco Antônio Gomes e Guilherme Dias Camilo
CARTÃO AMARELO: Mota, Alex, Martinez e Deivid (Cruzeiro); Hélcio, André Luís, Juninho, Kim, Cleison e Cicinho (Atlético)
PÚBLICO: 45.027
RENDA: R$ 414.902,00