Cruzeiro e Atlético encerram neste domingo (11), quando será a aberta a semana do centenário do clássico, comemorado no próximo sábado (17), o maior período sem se enfrentarem na Era do Profissionalismo, iniciada no futebol mineiro na temporada de 1933.

Desde a vitória atleticana por 2 a 1, em 7 de março do ano passado, terão passado 399 dias sem que os dois rivais disputassem um confronto entre eles.

ClássicoEm 1992, os dois rivais disputaram um único clássico na temporada, válido pelo Campeonato Brasileiro e que terminou empatado por 2 a 2

O período mais longo era de 384 dias, entre 29 de março de 1992, um empate por 2 a 2 pelo Campeonato Brasileiro, e 18 de abril de 1993, quando a Raposa venceu por 2 a 1 pela primeira fase do Campeonato Mineiro.

Assim como em 1992, quando apenas um clássico foi disputado, já que eles não se enfrentaram no Estadual, em 2020 foi também apenas um jogo entre atleticanos e cruzeirenses. E essa história pode se repetir em 2021, pois o confronto deste domingo pode ser o único do ano.

Pare que isso não aconteça, eles precisam se enfrentar novamente nas semifinais ou decisão do Campeonato Mineiro, ou se cruzarem na Copa do Brasil a partir da terceira fase, quando o Galo entra na competição por disputar a Libertadores na temporada.

Para isso, o Cruzeiro tem que passar pelo América-RN em confronto único da segunda fase na próxima quarta-feira (14), em partida que será disputada às 21h30, na Arena das Dunas, em Natal.

História

Na década de 1920, por duas vezes Atlético e Palestra Itália (Cruzeiro) passaram uma temporada inteira sem disputar o clássico. Isso aconteceu em 1924, pois eles se enfrentaram em 12 de agosto de 1923, uma vitória alvinegra por 2 a 0, pelo Campeonato da Cidade (Mineiro) e depois só voltaram a jogar em 20 de setembro de 1925, quando os palestrinos fizeram 5 a 3 num amistoso.

Este é o maior período sem confronto entre os dois rivais. Foram mais de dois anos.

Este amistoso de 20 de setembro de 1925 abriu outra sequência sem clássico, pois em 1926, quando o Palestra Itália disputou uma liga paralela, que conquistou, eles não se enfrentaram. Foram duelar novamente em 14 de agosto de 1927, numa vitória do Atlético por 4 a 2, pelo Campeonato da Cidade, o jogo anterior à maior goleada do clássico, os 9 a 2 dos alvinegros.