No dia 16 de março de 2020, o Betim venceu o Democrata-GV, por 2 a 1, no Mamudão, em Governador Valadares, no último jogo de futebol profissional em estádios mineiros antes da paralisação do calendário da última temporada. O motivo para o adiamento das partidas, como todo mundo sabe, era a pandemia do novo coronavírus. Passado um ano, o assunto voltou à baila.

Em função dos números de casos e óbitos por dia em Minas e no País, por conta da Covid-19, o Governo do Estado pleiteava uma nova paralisação de jogos do Campeonato Mineiro.

Porém, nessa terça-feira (16), em Belo Horizonte, uma reunião envolvendo membros do Estado e da Federação Mineira de Futebol (FMF) decretou a manutenção da quinta rodada do Estadual, marcada de quinta (18) a domingo (21). No entanto, o alerta foi ligado, e um novo encontro entre as entidades será realizado na segunda (22).

Ou seja, ainda existe a possibilidade de haver o adiamento das partidas. E se isso ocorrer, haverá uma semelhança com 2020. A oitava rodada da competição do ano passado foi a última com a presença de torcedores nos estádios. Foi quando o surto da Covid-19 no País atingiu o futebol, e a jornada seguinte acabou sendo realizada com portões fechados (o mesmo no Módulo II). Em seguida, veio uma paralisação do calendário.

Em 2021, a discussão voltou à tona, o retorno das torcidas é algo impensável, e uma nova reunião poderá decretar mais um adiamento dos duelos. Em suma, não é mais impressão, é uma realidade: de um ano para cá, o País não progrediu; ao contrário, regrediu.

Atlético

Em 2020, o Atlético fez seu primeiro jogo no Mineirão, após o regresso do calendário do futebol brasileiro, no dia 29 de julho; na ocasião, o time alvinegro venceu o Patrocinense com uma goleada por 4 a 0, num estádio sem torcedores