O atacante Robinho teve confirmada a sentença de nove anos de prisão, pela Corte de Apelo de Milão, por conta de violência sexual, segundo informou a ANSA (Agência Nacional de Imprensa Associada).

A sentença é a mesma para Ricardo Falco, amigo de Robinho e que esteve com ele no crime de violência sexual de grupo contra uma jovem de 23 anos em 2013.

A Corte de Apelo manteve a pena justificando situações como "particular desprezo em relação à vítima, que foi brutalmente humilhada" e "enganar as investigações oferencendo aos investigadores uma versão falsa dos fatos e previamente combinada".

Robinho