Mesmo com vínculo até o fim de 2021, o zagueiro Dedé entrou com um processo trabalhista contra o Cruzeiro, exigindo R$ 35.258.058,64, além de rescisão indireta do contrato, como noticiou o Globoesporte.com.

No entanto, o juiz titular da 48ª Vara do Trabalho, Marco Antônio Ribeiro Muniz Rodrigues, negou o pedido, em ação no dia 4 de janeiro deste ano.

De acordo com a defesa do jogador, a Raposa deve ao zagueiro seis meses de salário (R$ 450 mil por mês), dez de direitos de imagem (R$ 300 mil por mês) e quatro de depósito de FGTS. Além disso, segundo o zagueiro, há outras pendências referentes a 2019.

A diretoria do Cruzeiro disse que não vai se posicionar neste momento.

Dedé passou o ano de 2020 no departamento médico, em recuperação de mais uma das várias lesões que sofreu ao longo de sua trajetória na Toca, iniciada em 2013.

Pelo Cruzeiro, disputou 188 partidas e fez 15 gols.

Cruzeiro