Menos de duas semanas antes do centenário, o Cruzeiro anunciou nesta segunda-feira (21) que, pelo menos administrativamente, deixa o Barro Preto, bairro que marca a história do clube.

Visando uma economia de R$ 2 milhões por ano, relativos a gastos com a manutenção do espaço e despesas fixas, a sede administrativa da Raposa vai deixar o prédio da rua Timbiras, passando a operar em um andar inteiro na nova parceira do clube, a WeWork - empresa especializada em espaços de trabalhos flexíveis -, no Boulevard Shopping, região Leste de Belo Horizonte.

Em nota, o clube afirmou que não vai vender o imóvel - avaliado em R$ 70 milhões, segundo a Raposa - e que vai alugar o espaço, com o intuito de gerar novas receitas.

Ainda de acordo com o comunicado, os cerca 180 colaboradores do Cruzeiro poderão utilizar os 859 espaços de propriedade da WeWork, que estão espalhados em 151 cidades, em 38 países.

No caso do espaço no Boulevard Shopping, a Raposa vai ter um andar customizado para receber os funcionários, formando um ambiente que abrigue desde a diretoria, até os serviços mais básicos da administração.

De acordo com a assessoria de comunicação do Cruzeiro, a mudança de sede vai ocorrer já no início de 2021, ainda sem data definida.  

A sede do Barro Preto

Inaugurada em 2003, pelo então presidente Alvimar Perrella, a sede administrativa do Barro Preto ocupa uma área de 4,3 mil metros quadrados, com estrutura dividida em oito andares.

Estão sediados no espaço os departamentos Jurídico, Marketing, Comercial, Tecnologia da Informação, Recursos Humanos, Administração, Patrimônio e Acervo, além da Presidência.

Sede Administrativa do Cruzeiro no Barro Preto