Na luta para deixar a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro se mobiliza para mais um confronto direto na classificação.

Com 29 pontos, na 17ª posição na tabela, a Raposa enfrenta o Botafogo, nesta quinta-feira (31), às 21h30, no estádio Nilton Santos, pela 29ª rodada do torneio.

Caso vença o time da Estrela Solitária, a equipe celeste deixa o Z-4, e se aproxima do adversário, que atualmente é o 13º colocado, com 33 pontos.

Depois de cumprir suspensão automática no empate em 1 a 1 com o Fortaleza, no último sábado, no Mineirão, o volante Éderson deve iniciar jogando contra o Fogão.

Em entrevista coletiva, nesta quarta, na Toca da Raposa II, o jogador indicou qual o caminho para que o time consiga converter a evolução apresentada nos últimos jogos, em um triunfo.

“Um pouco maios de inteligência. Estamos jogando fora de casa, nosso time vem correndo muito, pressionando em cima, mas não podemos só correr, temos que pensar um pouco mais e achar o melhor momento, Eles também estão passando por um momento de dificuldade, então, o time que estiver mais tranquilo e usar um pouco mais a inteligência vai sair com a vitória”, completou Éderson.

Éderson Ederson Cruzeiro

Boas lembranças

Peça fundamental na equipe comandada pelo técnico Abel Braga, o volante vai reencontrar, nesta quinta, o adversário que enfrentou na estreia pelo Cruzeiro.

Com poucas oportunidades com Mano Menezes, então comandante da Raposa, Éderson debutou com a camisa estrelada no dia 5 de setembro de 2018.

Na ocasião, o jogador foi acionado na vaga de Thiago Neves, no segundo tempo do duelo que acabou empatado em 1 a 1, no estádio Nilton Santos, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Em novo patamar pelo Cruzeiro, o jogador comentou rapidamente sobre o que mudou em um pouco mais de um ano desde a sua primeira aparição pelo time celeste.

“Foi o jogo da minha estreia. Passou mais de um ano já, e agora venho tendo uma sequência, estou com mais confiança. Evoluiu em alguns aspectos, já passou outros técnicos, acho que muita gente mudou, principalmente na confiança e na evolução contra o Botafogo”.