A diretoria do Atlético proclamou uma reunião interna para analisar e tentar mudar os rumos da temporada 2017, que tende a terminar apenas com o título do Campeonato Mineiro. A decisão neste encontro foi de mudar o comando do futebol profissional. André Figueiredo não é mais o superintendente de futebol do time profissional do Galo.

Os jogadores foram comunicados da decisão no começo de tarde desta quinta-feira (24). André, que havia sido atacado pelo meia-atacante Bernard na quarta (23), volta a chefiar as categorias de base do Galo, cargo que já ocupava antes de substituir, na prática, as funções de Eduardo Maluf juntamente com o advogado Lucas Ottoni.

André Figueiredo sofreu pressão da torcida em seu curto período como superintendente de futebol. Chegou a ser alvo de protestos nos estádios, com faixas de "Fora, André Figueiredo". Neste turbilhão, chegou a dar entrevistas coletivas no CT e foi respaldado por Daniel Nepomuceno. O presidente do clube havia afirmado, em 28 de julho.