Principal cabeça de chave do Torneio de Dubai, o britânico Andy Murray não teve qualquer dificuldade para confirmar o favoritismo e avançar às quartas de final nesta quarta-feira (1º). Diante do espanhol Guillermo Garcia-López, o número 1 do mundo chegou a aplicar um "pneu" para vencer por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/0.

Murray precisou de somente 1h12min de partida para eliminar o número 97 do ranking. Nos Emirados Árabes Unidos, o britânico luta para apagar a má impressão deixada no último torneio que disputou, o Aberto da Austrália, em que foi eliminado precocemente já nas quartas de final.

Para vencer nesta quarta, Murray foi preciso no primeiro serviço, tendo vencido 86% dos pontos em que o acertou. O britânico cedeu somente um break point para Garcia-López, e salvou, enquanto aproveitou cinco das nove oportunidades de quebra que teve a seu favor.

Murray também voltou a vencer o adversário espanhol, para quem havia perdido na última vez que se enfrentaram, em Indian Wells, há cinco anos. No total, são três vitórias e uma derrota para o britânico no confronto direto.

Tentando ampliar ainda mais a vantagem na liderança do ranking, Murray tenta quebrar o domínio recente do suíço Roger Federer e do sérvio Novak Djokovic neste torneio de nível ATP 500 disputado em Dubai. Dos dois, somente Federer compete neste ano nos Emirados Árabes Unidos - Djokovic estará em Acapulco, no México, nesta semana. De 2009 para cá, somente uma vez o título não ficou com um deles: ano passado, quando Stan Wawrinka venceu.

Nas quartas de final, Murray terá pela frente o alemão Philipp Kohlschreiber, número 29 do mundo, que passou nesta quarta-feira pelo russo Daniil Medvedev por 2 sets a 0, com duplo 6/4. Este será o sexto confronto entre os tenistas, sendo que o britânico perdeu somente o primeiro, em 2010.

Outro dos favoritos que venceu nesta quarta-feira foi o francês Gael Monfils. Quarto cabeça de chave, ele suou, mas passou pelo britânico Daniel Evans por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/1. Na próxima fase, vai encarar o espanhol Fernando Verdasco, que surpreendeu o compatriota Roberto Bautista Agut, cabeça de chave número 6, em três sets: 6/4, 3/6 e 7/5.

O checo Tomas Berdych também foi surpreendido e caiu precocemente na segunda rodada. Quinto favorito da competição, ele perdeu para o holandês Robin Haase, número 66 do mundo, por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/4. O francês Lucas Pouille, sétimo cabeça de chave, bateu o romeno Marius Copil por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, enquanto o bósnio Damir Dzumhur derrotou o espanhol Marcelo Granollers também em dois sets: 6/3 e 6/4.