Perto de completar três anos do grave acidente de esqui nos Alpes Franceses, a saúde de Michael Schumacher segue sendo um mistério. Neste sábado, a agente do ex-piloto, Sabine Kehm, afirmou que as condições físicas do heptacampeão da Fórmula 1 continuam sendo assunto particular da família.

"A saúde de Michael não é um assunto público, e assim continuará sendo. Temos que proteger sua esfera mais privada. A longo prazo, cada comunicado divulgado sobre sua saúde vai diminuindo aos poucos a extensão da sua esfera mais íntima", afirmou Kehm.

Schumacher sofreu grave acidente de esqui no dia 29 de dezembro de 2013, na França. Ele sofreu diversas lesões na cabeça por conta de um choque contra uma pedra e passou por seguidos procedimentos cirúrgicos. Ele foi induzido ao coma inicialmente e, depois, teria se recuperado da condição, segundo a família. Em setembro de 2014, foi transferido para sua casa, na Suíça.

Desde então, as informações sobre a saúde de Schumacher passaram a se tornar cada vez mais raras. "Michael sempre foi muito cuidadoso com sua privacidade, mesmo durante seus anos de maior sucesso na carreira. Ele sempre deixou claro que existe uma linha bem distinta entre sua persona pública e a sua vida privada", disse a agente, ao anunciar iniciativa da família para agradecer os fãs pelo apoio demonstrado ao ex-piloto.

A família lançou a "Iniciativa Continue Lutando" também para encorajar outras pessoas e enfrentar situações parecidas com a da família do alemão. A iniciativa se inspira na mensagem que a Mercedes usou no carro de Schumacher após o acidente de esqui: #continuelutandomichael.