RIO DE JANEIRO - Não cabia mais gente no pódio da cerimônia de premiação do vôlei masculino na Rio 2016 na trade deste domingo (21). Depois que o Brasil recebeu o ouro, a Itália a prata, e os EUA o bronze, os familiares e amigos de jogadores brasileiros se aglomeraram em cima e em frente ao pódio para registrar o momento histórico: após 12 anos, o Brasil retornava ao topo do vôlei olímpico.

Os jogadores e o técnico Bernardinho foram ovacionados pela torcida o tempo inteiro. Serginho, o líbero mais carismático que o Brasil já teve, dono de dois ouros - ganhou também em 2004 -, chegou a ser carregado pelos companheiros antes de receber a medalha.

“Eu queria agradecer cada um de vocês de estarem aqui torcendo pela gente, isso é um presente, de anos dedicados à seleção brasileira. Hoje, essa camisa que eu trouxe eu não vou dar ela pra ninguém, mas eu vou deixar aqui no chão do Maracanãzinho, vocês fazem o que quiserem”, afirmou.

Na premiação, os estadunidenses entraram na quadra sorridentes, e acenando para todos, enquanto os italianos permaneciam sisudos, de cara fechada, mas foram aplaudidos e aplaudiram quando receberam as medalhas. Já os brasileiros, pulavam igual pipoca e, claro, ao final fizeram o tradicional peixinho.