Sem jogar há quase três semanas, o Vasco decepcionou na sua volta aos gramados ao não passar de um empate por 1 a 1 com o Sampaio Corrêa, no último sábado, em Cariacica (ES), pela 20ª rodada da Série B. O técnico Jorginho assumiu a responsabilidade pela atuação ruim do time carioca, mas ao mesmo tempo se defendeu ao declarar que o desempenho nesse compromisso não pode servir como base para avaliar o trabalho realizado na intertemporada.

"Aconteceram erros e eu assumo a responsabilidade sempre. Sou líder dessa equipe, sou o comandante. Me responsabilizo por tudo o que ela faz. Acho que a análise desse tempo de trabalho tem que ser feita não apenas pensando nesse jogo. De forma nenhuma posso dizer que não foi proveitoso esse tempo sem jogos. Eu jogo futebol desde os 13 anos. Sei que é fácil comentar sobre um resultado. Temos que ter calma. Continuamos em primeiro lugar. Criamos gordura em relação ao quinto colocado", disse.

Diante do Sampaio Corrêa, Jorginho optou por uma formação mais ofensiva, com Andrezinho atuando mais recuado como um dos volantes. Inicialmente, a aposta deu certo, mas depois o time acabou sendo dominado pelo Sampaio Corrêa no segundo tempo. Para Jorginho, porém, a sua aposta poderia ter dado certo se o time tivesse aproveitado as chances de gol criadas na etapa inicial.

"Precisávamos ser protagonistas, marcar, fazer o gol. Tivemos oportunidade de matar o jogo no primeiro tempo, mas é aquele velho ditado: quem não faz, leva. Foram jogadas fortes deles. Cada substituição que fizeram colocavam mais jogadores em campo. Eles aproveitaram as chances e empataram", afirmou.

Mesmo com o empate, o Vasco é o líder da Série B, com 39 pontos. O time volta a jogar na próxima quarta-feira, quando vai encarar o Santos, na Vila Belmiro, no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.