Uma das maiores atletas olímpicas da história da França vai vestir verde-amarelo durante os Jogos do Rio. Laura Flessel-Colovic, dona de cinco medalhas olímpicas, sendo duas de ouro, será uma das técnicas da esgrima brasileira no Rio-2016. Há quatro anos, ela foi a porta-bandeira da delegação francesa na cerimônia de abertura em Londres.

Flessel disputou cinco Olimpíadas pela França. Em Atlanta-1996, ganhou o ouro na espada tanto na chave individual quanto por equipes. Depois, foi bronze no individual em Sydney-2000 e prata no individual e bronze por equipes em Atenas-2004. Apesar de passar em branco em Pequim-2008, ganhou a honra de carregar a bandeira da França em Londres-2012.

Treze vezes medalhista em Mundiais, ela é a técnica pessoal de Nathalie Moellhausen, atleta que defendeu a Itália em Londres e que, desde 2013, compete pelo Brasil - ela é neta de brasileiros. Nathalie ganhou o Mundial de 2009 com a equipe da Itália. Como está em 12.º no ranking mundial e poder brigar por medalha, será acompanhada da sua técnica nos Jogos.

Alessandro Di Agostino, italiano que é o técnico pessoal de Renzo Agresta, também foi convocado. Alexandre Teixeira e Marcos Cardoso serão os outros treinadores da equipe brasileira no Rio-2016. Ricardo Machado ocupará o posto de chefe de equipe.

A equipe brasileira na Olimpíada terá Guilherme Toldo, Henrique Marques, Ghislain Perrier (florete masculino), Nathalie Moellhausen, Emese Takacs, Rayssa Costa (espada feminina), Nicolas Ferreira, Athos Schwantes, Guilherme Melaragno (espada masculina), Taís Rochel, Ana Beatriz Bulcão (florete feminino), Renzo Agresta e Marta Baeza (sabre). Fernando Scavasin, Amanda Netto Simeão e Alexandre Camargo ficam com reservas das equipes de florete e espada, respectivamente.