As oitavas da Libertadores chegarão para os quatro clubes brasileiros que se classificaram na competição. Ao mesmo tempo, também batem à porta as finais dos diversos campeonatos estaduais. O único time que pode se vangloriar de estar presente nessas duas frentes é o Atlético.

Criticado pela estratégia de rodar o time, o técnico Diego Aguirre voltou a ouvir vaias de parte da torcida do Galo no último sábado, mas classificou o time para a decisão contra o América, no Estadual. Nesta quarta-feira, o alvinegro entrará em campo para enfrentar o Racing, na Argentina, pela ida das oitavas.

Na competição continental, Corinthians, São Paulo e Grêmio também terão verdadeiras batalhas nos próximos dias. Mas os paulistas saíram para o Grêmio Osasco Audax no Paulistão, em sequência, e o gaúcho, por sua vez, foi eliminado neste domingo para o Juventude.

O Palmeiras também entraria no segundo grupo, ao lado dos rivais municipais. Mas o Verdão falhou duplamente. Não estará nas oitavas da Libertadores, eliminado no grupo de Rosario Central e Nacional-URU e também caiu fora do Paulistão neste domingo para o Santos, na Vila Belmiro.

O Atlético, sobrevivente da vez, terá agora de mesclar as atenções para as oitavas contra o Racing e as duas decisões diante do Coelho no Mineiro. Os quatro jogos serão realizados em sequência, durante os próximos 14 dias.

O destino doméstico dos brasileiros na Libertadores
São Paulo - Se classificou na Libertadores e encara o Toluca nas oitavas - Perdeu para o Audax nas quartas do Paulistão
Corinthians - Enfrenta o Nacional do Uruguai pela Libertadores, eliminado pelo Audax na semifinal
Grêmio - Classificado para enfrentar o Rosario Central na Libertadores. Eliminado pelo Juventude na semifinal do Gauchão.