A rivalidade entre Real Madrid e Barcelona deve ganhar mais um capítulo na final da Copa do Rei, mesmo sem a participação do time da capital espanhola no jogo. A equipe da Catalunha vai enfrentar o Sevilla em maio, mas a discussão na Espanha já é se o Real vai ceder o Santiago Bernabéu para a decisão ou forçará a realização da partida em outro estádio.

Barcelona e Sevilla querem o jogo no Santiago Bernabéu, que é o maior palco neutro e iria gerar uma receita maior. Mas decisões anteriores do Real Madrid e seu silêncio sobre o assunto até agora sugerem que o clube não deseja receber a final, provavelmente para evitar o risco de ver o seu maior rival comemorando um título em seu solo.

"Queremos jogar no maior estádio possível, o que será bom para nossos torcedores e para os torcedores do nosso rival", disse o vice-presidente do Barcelona, Carles Vilarrubi. "Queremos jogar no estádio que tem as melhores condições e a melhor logística para um jogo desta magnitude".

O Real Madrid não fez oficialmente qualquer comentário sobre o assunto, apenas declarando que não houve qualquer pedido oficial da Real Federação Espanhola de Futebol para a realização da partida em seu estádio.

Está claro, no entanto, que a maioria dos torcedores do Real Madrid não quer ver Barcelona ganha um troféu em seu estádio novamente. Foi o que aconteceu em 1997 na final da Copa do Rei, contra o Real Bétis. Os torcedores do Barça encheram o estádio e comemoraram o título com seus jogadores erguendo troféu enquanto os alto-falantes do estádio tocavam o hino do clube.

Desde então, o Barcelona nunca mais jogou uma final da Copa do Rei no Bernabéu. Já o Real perdeu as suas duas últimas decisões no estádio - em 2013 para o Atlético de Madrid e em 2002 para o Deportivo La Coruña. E quando os rivais se encontraram na decisão de 2014, o jogo foi realizado no Estádio Mestalla, em Valência.

No ano passado, o Real Madrid disse que o Bernabéu não poderia ser usado para a final entre Barcelona e Athletic Bilbao porque o estádio precisava passar por reformas. E se o clube negar novamente o pedido, a final poderá ser o Estádio Vicente Calderón, do Atlético de Madrid, que não é tão moderno e tem capacidade para 55 mil espectadores, 30 mil a menos do que o Bernabéu. O Mestalla seria outra opção.

"A final da Copa tem que ser jogada em um grande estádio para que um maior número de torcedores possa assisti-la, e espero que este ano seja no Bernabéu", disse Javier Tebas, presidente da liga espanhola. "Mas isso é uma decisão que precisa ser tomada pelos clubes e não vou criticá-los".

Reuniões para discutir o local da final são esperadas para ocorrer na próxima semana. Os finalistas vão tentar chegar a um acordo, e a federação espanhola, em seguida, vai fazer um pedido oficial para o proprietário do estádio, que não é obrigado a aceitá-lo.

No ano passado, a decisão foi disputada no Camp Nou, mesmo com o Barcelona envolvido. O Sevilla, porém, deixou claro seu desejo por um campo neutro. "Eu preferiria jogar na China do que no Camp Nou", disse o treinador do Sevilla, Unaí Emery. "Isso seria como lhes dar um outro (Lionel) Messi. Espero que não aconteça".

A data da final também precisa ser definida. Inicialmente, está marcada para 21 de maio, mas pode ser alterada se o Sevilla se garantir na decisão da Liga Europa, agendada para 18 de maio.