O Brasil já conquistou suas primeiras medalhas internacionais de 2016, ano da Olimpíada do Rio. Neste domingo (3), chegou ao fim o Mundial da Juventude de Vela, iniciado em 29 de dezembro em Langkawi, na Malásia, e o Brasil foi ao pódio em duas classes: na 420 Masculina (barco de iniciação ao 470), com prata, e na RS:X Masculina, bronze.

Na 420, a medalha foi obtida por Leonardo Lombardi e Rodrigo Luz, do Iate Clube do Rio. A dupla acabou em segundo lugar apesar das complicações de saúde de Leonardo, o timoneiro do barco. Eles só foram superados pelos Estados Unidos.

"A resistência baixou por causa da viagem e, com as atividades intensas da competição, ele ficou desidratado, teve insolação e ainda pegou uma gripe. O quadro ficou ruim, fomos quatro vezes ao hospital. Mas talvez a doença tenha feito ele manter o foco e conquistar a medalha", contou técnico da seleção brasileira, Bernardo Arndt.

Na RS:X Masculina, Brenno Francioli ficou com o bronze, enquanto o ouro foi para o francês Titouan Le Bosq e a prata com o argentino Francisco Saubidet. Outro bom resultado veio na 29er Masculino (satélite da 49er), em que Antônio Aranha e Alexander Essle ficaram em 10.º lugar.